Linux e Unix são duas terminologias usadas indistintamente para se referir ao mesmo sistema operacional. Isso se deve em grande parte às suas semelhanças marcantes e poucos são capazes de distinguir entre os dois.

No enigma Linux vs Unix, há confusão sobre qual sistema faz o quê. Se você nasceu em meados dos anos 90, provavelmente só interagiu com os Sistema operacional Linux. O Linux tem uma grande participação de mercado em centros de dados e plataformas de computação em nuvem. O Linux é tão onipresente que sustenta a maioria dos dispositivos inteligentes, como smartphones, Android TVs e dispositivos IoT.

Embora seja verdade que Linux e Unix compartilham muito em comum, especialmente em termos de hierarquia do sistema de arquivos e comandos de terminal, não podemos ignorar as diferenças que existem entre esses dois sistemas. Neste artigo, tentaremos entender o Unix e o Linux em mais detalhes e desenvolver as variações entre os dois.

Para começar, Linux é um clone do Unix. É uma variante do Unix que cresceu aos trancos e barrancos, gerando centenas de sabores ou distribuições. Eles são mantidos por uma comunidade vibrante de desenvolvedores. Para entender melhor como chegamos onde estamos, vamos viajar pela história do Unix. Mais tarde veremos a sequência de eventos que levou à criação do Linux.

Linux vs Unix - Como o UNIX é diferente do Linux?

História do Unix

O Unix remonta ao final da década de 1960 no AT&T Bell Labs, onde uma equipe de ambiciosos desenvolvedores liderada por Dennis Ritchie e Ken Thompson procurou desenvolver um sistema multiusuário e multitarefa para um minicomputador conhecido como PDP-7. Nesse momento, Unix era um derivado do sistema operacional Multics (Serviço de Informação e Informática Multiplexada). Este era um sistema que alimentava os computadores centrais.

Leia: Quais e quantas versões do Microsoft Windows Server existem até hoje?

No entanto, na década de 1970, os dois principais desenvolvedores ficaram desconfortáveis ​​com a direção que o UNIX estava tomando. Frustrados com o escopo e a direção do Multics, eles decidiram traçar um curso diferente e criar um novo sistema operacional a partir do Multics.

Os esforços concertados entre Dennis Ritchie, considerado o pai da linguagem de programação C, e Ken Thompson, o inventor da linguagem Go, deu origem a um sistema mais conhecido como UNICS, que mais tarde mudou para UNIX. O UNIX provou ser portátil e pode ser instalado e suportado por muitas arquiteturas de hardware.

O Unix cresceu rapidamente nas décadas de 70 e 80 e tornou-se popular no mundo acadêmico. Entre as instituições que abraçaram e mudaram a trajetória do Unix estava a University of California at Berkley, onde engenheiros modificaram e desenvolveram o UNIX, resultando em um novo sistema conhecido como BSD, abreviatura de Berkeley Software Development.

O BSD foi enviado com vários aprimoramentos e novos aplicativos de software que anunciaram uma nova era em sistemas operacionais. Enquanto isso, a AT&T traçou seu próprio curso e alcançou sua versão do UNIX. conhecido como System V. BSD entrou em cena mais tarde e foi rápido em trazer o System V e do BSD, variantes como NetBSD, OpenBSD e FreeBSD surgiram.

O início do Linux

Em 1990, Linus Torvalds, que é popularmente conhecido como o pai do Linux, continuou a trabalhar no UNIX e finalmente chegou a um kernel Linux viável que ele chamou de Linux. O kernel abriu as portas para a realização de um sistema operacional com utilitários e outros programas aplicativos, longe do sistema UNIX proprietário.

No futuro, o Linux tornou-se open source e gratuito para uso sob o modelo de licenciamento GNU / GPL. Isso deu lugar a outras distribuições como Slackware com um kernel Linux, ferramentas GNU como o compilador GCC, o sistema X windows (The Graphical User Interface) e outros componentes BSD adicionais.

Hoje, existem centenas e centenas de distribuições Linux listadas no distrowatch de acordo com sua popularidade e uso. Entre as distribuições mais populares e amplamente utilizadas estão Ubuntu, Linux Mint, Fedora, CentOS, ArchLinux e Manjaro.

Até agora, vimos um breve história do UNIX e como, por meio dos esforços combinados de muitos desenvolvedores, deu origem ao Linux, que é um sistema de código aberto e gratuito. A questão é: qual é a diferença entre UNIX e Linux? O que há no UNIX que não está no Linux?

Agora vamos mudar de marcha e nos concentrar nas diferenças entre os dois:

Linux vs. UNIX

Vamos agora olhar para o diferenças entre os dois sistemas operacionais.

Para começar, o Unix é um sistema operacional que foi inicialmente desenvolvido no laboratório AT&T Bell. É do UNIX que o Linux e seus derivados são derivados. O código do Linux foi desenvolvido por Linux Torvalds em 1991 inteiramente do zero.

O Linux é gratuito para baixar e usar. Embora algumas distribuições corporativas como o RHEL exijam uma assinatura paga, a maioria das distribuições ainda é amplamente gratuita e de código aberto.

Este é um dos atributos que o tornou tão popular e teve seu uso generalizado entre engenheiros e desenvolvedores de software. Isso explica em grande parte porque temos uma miríade de distribuições Linux, cada uma única em sua própria maneira. UNIX, por outro lado, é amplamente proprietário e geralmente vem pré-instalado na maioria dos computadores, um bom exemplo disso é o macOS.

Além disso, embora o Linux seja de código aberto, o UNIX não é. Você precisa de uma licença de seus fabricantes e, mesmo assim, não pode visualizar, modificar o código ou mesmo redistribuí-lo. Com o Linux, isso é bem diferente. O Linux é gratuito e de código aberto e dá a seus usuários a liberdade de modificar o código e redistribuí-lo sem qualquer limitação.

Devido à sua economia, o Linux é mais preferido do que o UNIX em data centers, plataformas de hospedagem em nuvem e até mesmo para uso em desktops em casa ou no escritório. UNIX é proprietário e tem sido uma reserva para servidores de aplicativos especiais e servidores de internet. Com o tempo, o uso de UNIX diminuiu, deixando o Linux em primeiro lugar em plataformas de hospedagem em nuvem.

Em termos de portabilidade, o Linux é muito portátil e pode ser instalado em quase qualquer plataforma de hardware. Você pode instalá-lo na Intel, em hardware baseado em processador AMD e até mesmo em dispositivos ARM como o Raspberry Pi. Em contraste, o UNIX está disponível para instalação em apenas algumas plataformas.

E quanto ao suporte?

Linux constitui uma grande comunidade de entusiastas vibrantes de código aberto. Além disso, você obtém muitos fóruns para fornecer suporte e orientação aos usuários do Linux. No UNIX, entretanto, o suporte é comercial, ao contrário do Linux.

Leitura: O que é Software Livre? Como funciona, tipos

Conclusão

Neste artigo, lançamos luz sobre o História do UNIX e como vários esforços do desenvolvedor levaram ao desenvolvimento do Linux como um sistema de código aberto e gratuito. Por fim, abordamos as diferenças entre UNIX e Linux e desenvolvemos suas nuances.

O Linux reina supremo nos círculos de código aberto, com várias distribuições disponíveis para download e uso sem custo. Embora ainda seja usado em plataformas especiais, o uso e a demanda por UNIX estão em declínio. Isso se deve principalmente à dependência de fornecedores e licenças de propriedade.

Leave a Reply